fbpx

Ação popular tenta acabar com auxílio-alimentação de vereadores em Cerejeiras (RO)

Envie para seus amigos

Na contramão dos rumos que o Brasil anda seguindo no sentido de reduzir os gastos públicos, vereadores da cidade de Cerejeiras, que tem uma população de pouco mais de 18 mil habitantes, recebem mensalmente R$ 500 de auxílio-alimentação desde janeiro de 2017.

Uma Ação Popular impetrada este ano quer não apenas a extinção do abono, mas a devolução de tudo o que já foi repassado desde a implantação da lei. Os vereadores já foram notificados pelo Tribunal de Justiça para apresentarem defesa (se é que existe alguma). Eles alegam que o ex-prefeito da cidade, Aírton Gomes recebia o abono, assim como a atual prefeita, Lisete Marth.

Por lá são 9 vereadores que compõe o legislativo municipal. Em dezembro, a câmara, de acordo com o calendário disponibilizado em seu site, reuniu-se 7 vezes, sendo que 3 delas foram sessões extraordinárias. Em média, durante todo o ano de 2019, foram 7 sessões.

Vereadores de Cerejeiras

Não tem nenhuma justificativa para o recebimento desse auxílio, até porque, uma cidade pequena como Cerejeiras, dá muito bem para o vereador ir em casa almoçar ou jantar e voltar para a sessão.

Realmente, é difícil o Brasil avançar desse jeito…

Deixe um comentário