Aleatórias de 2ª – Fim da mamata: o motivo do governo ter colocado em sigilo as despesas com moradia do governador bolsonarista de Rondônia

Envie para seus amigos

Estranho

Porto Velho, capital de Rondônia, é uma cidade que possui vários condomínios fechados com ampla estrutura de segurança. Alguns já abrigaram a residência oficial, como o Jardim das Palmeiras, situado a 3 minutos do Palácio Rio Madeira, onde morou os ex-governadores Oswaldo Piana e Ivo cassol, e nas proximidades do Palácio, vários outros de alto padrão também possuem casas disponíveis para locação. Leve em conta o fato de que o próprio Palácio possui um amplo apartamento incluindo um heliporto. Mesmo assim, Marcos Rocha, o governador que apressou a própria posse para estar presente na de Jair Bolsonaro, resolveu alugar uma casa, em um condomínio que fica situado há cerca de 15 minutos de distância do Palácio.

Mas tem mais

A casa alugada pelo casal Rocha tem contrato de locação de um ano, ao custo mensal de R$ 6 mil. Nela já foi montada uma academia nova e agora está sendo construído no condomínio, pelo governo do Estado, uma ‘sala de monitoramento de segurança’ e sendo construída ainda uma rede de esgoto para atender exclusivamente essa nova sala, que foi montada em container alugado. Toda essa despesa está “sob sigilo” por determinação da Superintendência de Gestão desde o último dia 7. Foi por conta dessas despesas descabidas, uma verdadeira farra com dinheiro público, e totalmente desnecessárias, que o governo decretou sigilo em qualquer coisa referente a esses gastos. E quem paga a conta somos todos nós.

Capricho

Apesar de não ser ‘ilegal’ do ponto de vista documental, são despesas imorais e cabíveis de contestação pelos órgãos de fiscalização. Qual a necessidade de Marcos Rocha insistir em morar em um condomínio totalmente fora de rota do Palácio, sem estrutura de segurança adequada, e a grande pergunta, onde tem tantas ameaças assim à vida de Marcos Rocha que necessite de tal aparato? Porque o casal não ficou no apartamento que existe, está todo mobiliado, e nunca foi ocupado desde que foi inaugurado no governo de Confúcio Moura? Ainda bem que acabou a mamata.

As imagens são do Rondoniadinamica

Interessante

Seria descobrir a quem pertence essa casa…

Lista tríplice

O Conselho Universitário (CONSUN) da Fundação Universidade Federal de Rondônia definiu nesta segunda-feira, 17, a lista tríplice para a reitoria da Universidade. Participaram da eleição 44 conselheiros. E o resultado final da votação foi o seguinte: Marcele Regina Pereira, 28 votos; Cintia Cristina Moraes Mota, 07 votos; Luís Fernando Novoa Garzon, 06 votos, que passam a fazer parte da lista tríplice, que será encaminhada ao Ministério da Educação (MEC). Também participaram Cláudio Santini, que obeteve 02 votos e Delson Fernando Xavier, 01 voto.

Deixe um comentário