Close

Aleatórias de 5ª – Veja a resposta do vice-governador Zé Jodan sobre o laranjal descoberto pela Polícia Federal em suas empresas

Apagou

Confúcio Moura, ex-governador de Rondônia e atualmente senador da República, havia feito um post em seu blog alegando que havia “se arrependido de votar em Jair Bolsonaro” no segundo turno das eleições de 2018. A postagem, curta, capítulo 8 de uma série intitulada ‘um salto no escuro’, encerrava dizendo que ” o Brasil vai seguindo seu destino esperado: – um país que estimula a ignorância, subestima o conhecimento, avacalha com a educação (que deveria ser um componente essencial para o desenvolvimento)”. E de acordo com Moura, o culpado é Jair Bolsonaro que, nas palavras do senador, “tem a língua solta.Criador de crises a cada semana. Quando abre a boca, tal qual Gregório de Matos – o “Boca do Inferno”, solta labaredas no universo”. Pelo jeito, Confúcio não aguentou a pressão…

Agora é assim

Quando político é pego de calças curtas, sai dizendo que a notícia é falsa, que querem destruir a carreira brilhante, que a imprensa não presta, etc. A pérola da vez é da deputada federal Jaqueline Cassol, que ao invés de assumir que votou com o governo por um alinhamento de seu partido, PP, autorizando retirar da pauta o relatório de Léo Moraes que proibia a Aneel de autorizar reajustes nas contas de energia neste ano, preferiu usar a velha ladainha. A lista de votação pode ser vista CLICANDO AQUI

Fala sério

Jaqueline quer manobrar para justificar o injustificável. O assunto foi notícia no Brasil todo nesta quinta-feira, e até o deputado Léo Moraes, relator da matéria, que está denunciando o lobby das concessionárias de energia elétrica e lamentou não ter conseguido fazer passar seu relatório por um placar apertado de 12 votos, foi acusado de estar mentindo. Moraes fez circular uma peça sobre o assunto.

LEIA+
TJRO determina que Jaru resolva o problema do lixão após irregularidades no contrato com AmazonFort

Deixa pra lá

Coronel Chrisóstomo, que também votou orientado pelo governo, preferiu ignorar o assunto e não se manifestou. O reajuste, se autorizado pela ANEEL, deve acontecer até dezembro.

Solidariedade

O ex-presidente do CREA de Rondônia, Nélio Alencar está internado em estado grave em Porto Velho com Covid-19. Sua condição requer cuidados que estão disponíveis em hospitais de São Paulo, mas a família não tem condições e está pedindo ajuda. Quem puder colaborar, pode fazer doações pelas contas do Itaú (AG. 8146 – CC 2982-5, em nome de Tainá Ramos Alencar – CPF 002.718.512-52) e/ou Banco do Brasil (AG. 5101-2 – CC 44.051-5 em nome de Antônio Gurjão Marques Neto – CPF 009.963.24-80). A família agradece quem puder prestar esse ato de solidariedade.

Deu ruim

O secretário de Saúde de Rondônia Fernando Máximo desenvolveu hepatite medicamentosa, causada pelo uso de medicamentos hidroxicloroquina e ivermectina. Esse tipo de hepatite, ao contrário do que pensam alguns, não é contraída, é desenvolvida pela inflamação do fígado devido ao abuso de substâncias, e tanto a hidroxicloroquina, quanto a ivermectina, quando tomadas  em excesso (ou juntas) atacam o órgão, causando essa hepatite. Máximo disse que está se recuperando em casa, com medicamentos, mas não disse quais.

E o laranjal, Zé Jodan?

Cri, cri, cri, cri, cri

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
1
Share
scroll to top