Close

Associação que reúne familiares de PMs e Bombeiros em RO divulga notícia fantasiosa sobre morte de PM na Bahia

A Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia (Assfapom), divulgou nesta segunda-feira uma ‘reportagem’ fantasiosa sobre a morte do policial militar Wesley Goes, morto após atirar em colegas de farda na noite do último domingo, no Farol da Barra, em Salvador.

Na versão da Assfapom, Wesley teria sido morto por estar ‘defendendo trabalhadores’ e teria dito “não entrei na PM para prender pai de família”.

Na verdade o policial teve um surto, passou praticamente a tarde toda ameaçando pessoas no Farol da Barra, um dos principais pontos turísticos da capital baiana, chegando a destruir isopores e bicicletas de ambulantes que ficam no local.

Após horas de tentativa de negociação, o policial disparou contra seus colegas, que revidaram. Ele morreu a caminho do hospital.

Durante o surto, Wesley gritava palavras desconexas, frases soltas e visivelmente transtornado.

A Assfapom, ao invés de tentar lutar para que o Estado institua políticas de acompanhamento psicológico aos policiais de Rondônia, se presta a espalhar notícias falsas, com claro intuito de provocar a tropa e incitar o motim.

LEIA+
Cristiane Lopes apresentava sintomas do Covid desde 30/10 e foi a debate sem máscara, revela laudo

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
50
Share
scroll to top