Briga entre deputado e vereador em RO ganha mais um capítulo, dessa vez em vídeo; confira

Envie para seus amigos

Deputado emitiu nota afirmando ter sido agredido; vereador divulgou vídeo para provar que não bateu no parlamentar

A confusão entre o deputado estadual Geraldo da Rondônia e o vereador Renato Padeiro ganhou novos episódios nesta terça-feira. Logo pela manhã o deputado encaminhou nota esclarecendo a briga entre ele, seu ex-assessor e o vereador, conforme o Blog publicou no último domingo.

+ de 3,4 mil ouvintes. Confira nosso podcast

De acordo com Geraldo, Valdemir Cavassani Garcia (irmão do vereador), Vanessa Amantino Maciel Garcia e Maísa Bratz Assunção foram lotados em seu gabinete na Assembleia Legislativa a pedido do vereador, que teria lhe ajudado na campanha eleitoral. Mas, segundo o parlamentar, houve um desgaste na relação e aproveitando a reforma administrativa ele exonerou o trio.

O deputado relatou que com a aproximação do período eleitoral, Renato Padeiro começou a pressiona-lo para aumentar o número de nomeações indicadas por ele, assim como aumento dos valores dos que já estavam nomeados. Usando assuntos de diversas esferas pessoais para tentar induzir o deputado a efetivação do pedido.

Mesmo assim, segundo Geraldo, ele optou pela efetivação das exonerações e afastamento político definitivo, assim como neste momento, de ter tomado a atitude de vir a público relatar as ameaças graves (que segundo ele se tornaram maiores no decorrer dos dias) por parte principalmente de Valdemir Garcia (Gordo) e do próprio vereador.

Geraldo da Rondônia mencionou ainda que tem em mãos provas que constatam que todo o objetivo das ameaças são referentes a nomeações para cargos e funções em seu gabinete. E que os assuntos referentes a empresa da família já foram amplamente negociados e revistos.

Nesta terça-feira, tanto o deputado quanto o vereador divulgaram vídeos sobre o episódio ocorrido no supermercado, o deputado, para provar que foi agredido, e o vereador para dizer que não foi.

O caso

A narrativa abaixo foi encaminhada pelo deputado. Confira:

Por volta das 18h do dia 30 de abril, em Ariquemes, Geraldo da Rondônia estava em um estabelecimento comercial de sua família, localizado na região central de Ariquemes, no momento em que conversava com o também vereador Zul Pinheiro e outras pessoas que estavam no local realizando compras, sendo surpreendido com a chegada intempestiva do vereador acompanhado de seu irmão Valdemir “Gordo”, já bastante alterados (nas filmagens de segurança, o vereador aparece de camiseta laranja, Valdemir de camiseta bordô e Geraldo da Rondônia com camiseta azul escuro).

O tumulto começou ser formado quando “Gordo” partiu para agressão ao deputado, argumentando que estava “cobrando” valores entre outros assuntos referentes ao comércio da família do parlamentar. Motivo que segundo o deputado foi manipulado para chamar a atenção dos interessados na confusão, sendo que o interesse dos agressores e de todo o rompante era intimidar e obrigar o deputado a recontratação dos nomes indicados pelo vereador. Posteriormente, em depoimentos, o deputado afirmou possuir provas do motivo e de todas as intimidações que vinha sofrendo.

Durante o tumultuo, o deputado tentou por diversas formas tirar o telefone do bolso para acionar a guarnição da polícia, mas foi impedido, relatou.

Deputado Geraldo da Rondônia, que a pouco mais de 15 dias passou por uma cirurgia na região do abdômen ficou lesionado.

O vereador e o irmão ao evadirem-se em seguida do local, no momento que realizaram graves ameaças até contra a vida ao parlamentar (presenciado por cliente do comércio). Na sequência foram chamadas viaturas da polícia para o local e o deputado seguiu para UNISP para registrar boletim de ocorrência e ao IML para corpo de delito.

“GORDO”, o irmão agressivo do vereador

Segundo o deputado, que vem chamando a atenção nos fatos da agressão e da chantagem, é o vereador Renato Padeiro usar a todo instante a presença e a imagem de seu irmão, o mesmo conhecido na cidade por diversas infrações e desacordos com a lei. “Várias pessoas tem me procurado para relatar ameaças objetivadas pelo “Gordo” principalmente por assuntos de cunhos financeiros. Uma figura muito conhecida por atitudes que não condizem a legalidade, relatou o parlamentar.

Geraldo da Rondônia esclareceu ainda que por muitas vezes se sentiu acuado e constrangido com a presença e falas intrigantes do irmão do vereador, sempre realizando “pressões desmedidas e desnecessárias”.

O deputado assegurou que “nem chantagens nem as graves ameaças irão faze-lo abrir mão do que acredita ser o mais seguro para o seu mandato político”. Frisando ainda que todos os parceiros que estão somando com seu projeto, que trabalham na mesma sintonia terão ampla abertura no seu mandato. Mas jamais irá se sujeitar a atender ameaças e acolher em seu mandato pessoas que não agregam para em seu projeto.

Neste momento o deputado diz está certo de levar todo os esclarecimentos devidos ao público, mesmo sob ameaças, como forma de resguardar sua segurança e de seus familiares.

Nota de esclarecimento – Deputado Geraldo da Rondônia

Deixe um comentário