Candidatos sem votos querem tumultuar processo eleitoral pedindo recontagem e fazem ‘protesto’

Envie para seus amigos

Um bando de candidatos sem votos, que não conseguiram atingir o número necessário no pleito realizado no último domingo, 15, resolveu tumultuar e promover um ‘protesto’ em frente ao Tribunal Regional Eleitoral em Porto Velho exigindo ‘recontagem’.

Puxando o ‘bloco dos insatisfeitos’ está a vereadora Ada Dantas (PDT) que obteve 1.714 votos mas não conseguiu atingir o coeficiente eleitoral e não foi reeleita.

O candidato Moises Cruz (Republicanos) que conseguiu 734 votos, também compõe o ‘bloco’. Ele alega que ““Isso aqui não é choro de derrotados, insatisfeitos. Cada candidato que não concorda com sua votação tem direito de vir aqui no TRE e questionar. Aqui são pessoas, cidadãos, pais de famílias, candidatos que só querem apurar melhor o resultado da eleição”.

Mesmo que houvesse recontagem, baseado em suposições sem o menor sentido, dificilmente os integrantes do bloco conseguiriam ser eleitos. O que os candidatos estão fazendo é provocando factóides para colocar em dúvidas o processo eleitoral legítimo. As alegações de ‘fraude’ são totalmente descabidas, conforme declarado pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral, ao revelar que o atraso na divulgação dos resultados, nada teve a ver com a apuração.

Só falta eles começarem a pedir urnas de lona e voto manual.

Se em plena quinta-feira, em horário comercial essa turma tem tempo para estar ‘protestando’, é sinal que não vão fazer falta na câmara municipal.

Deixe um comentário