Close

Deputado condenado em segundo grau por sonegação usa fake news para tentar confundir população

O deputado estadual José Geraldo Santos Alves Pinheiro, conhecido como “Geraldo da Rondônia” nega ter sido condenado em segundo grau pelo crime de sonegação fiscal, sentença aplicada em dezembro de 2019 pelo Tribunal de Justiça de Rondônia.

Em texto divulgado por sua assessoria, o parlamentar afirma:

“Na última semana foi veiculadas em site noticiosos do estado informações inverídicas sobre julgamento e sentenças do deputado Geraldo da Rondônia nas acusações que ele responde com relação a tributos fiscais (sonegação de impostos)”.

Ocorre que o parlamentar foi condenado sim, a 3 anos e 4 meses de prisão em primeiro grau. Ele recorreu da sentença que previa ainda o bloqueio de seu salário e rendimentos como deputado para ressarcimento dos cofres públicos. O Tribunal entendeu que ele depende desses recursos para sobreviver e acatou seu pedido, mantendo o restante da pena.

Ele está recorrendo, mas sua permanência no legislativo é meramente uma questão política. Se a Mesa Diretora entender que ele não tem condições de manter o mandato, ele pode ser cassado por quebra de decoro, afinal já tem decisão em segundo grau desfavorável.

O deputado quer pegar carona na onda de desinformação que assola o país, mas isso não muda o fato de que ele foi condenado por sonegar impostos, e para isso, usou um senhor de 97 anos como laranja, segundo denúncia do Ministério Público.

A sentença pode ser lida na íntegra AQUI

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
5
Share
scroll to top