E agora marcos Rocha? Vai zerar o ICMS conforme Bolsonaro propôs?

Envie para seus amigos

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta quarta-feira que ‘retira todos os impostos federais se os estados retirarem o ICMS dos combustíveis’. Bolsonaro quer transferir para os estados a responsabilidade que é do governo federal, mas o desafio foi lançado.

Resta saber se Marcos Rocha, governador eleito na crista da onda bolsonarista vai embarcar nessa e retirar o ICMS dos combustíveis, que representa uma das maiores fontes de arrecadação do Estado. Para se ter uma ideia, em Rondônia o ICMS sobre combustíveis é de 26% (gasolina e álcool) e 17,5% diesel.

Cobrado e arrecadado pelos governos estaduais e do Distrito Federal, a renda gerada com a receita do ICMS vai toda para o orçamento dos estados, não sendo repassada à união. Com as verbas, os estados podem custear parte das repartições públicas e realizar investimentos na infraestrutura da respectiva localidade.

Se Rondônia abrir mão desse imposto, o Estado literalmente vai quebrar por falta de recursos. Em 2018, durante a greve dos caminhoneiros, em menos de uma semana o Estado perdeu R$ 70 milhões. E agora Marcos Rocha, vai atender o capitão?

Deixe um comentário