Em áudio vazado, Marcos Rocha critica Hildon Chaves e diz ser “inadmissível lockdown”

Envie para seus amigos

Um áudio que passou a circular nesta sexta-feira em grupos de WhatsApp, mostra o governador Marcos Rocha (PSL) fazendo pesadas críticas ao prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) sobre a possibilidade de decretar lockdown na capital.

Marcos Rocha diz que a prefeitura não está fazendo sua parte em relação a distribuição de medicamentos, afirma que por conta disso o governo tem que ficar comprando equipamentos caros e montando UTIs, sendo que a prefeitura deveria estar entregando medicamentos à população, “tão logo surgisse algum sintoma de gripe”.

Para o governador, “é inadmissível que seja decretado lockdown” na capital. Ouça:

Não se sabe se o áudio foi encaminhado antes da audiência de conciliação que aconteceu na última segunda-feira, quando a cidade voltou para a Fase 1 do decreto de medidas restritivas.

2 comentários em “Em áudio vazado, Marcos Rocha critica Hildon Chaves e diz ser “inadmissível lockdown””

  1. As bases dos debates do Prefeito são ideológicas porque ele é igual ao Dória e ambos pertencem ao PSDB, um partido ligado aos ideais e ideias comuno-socialista de dominação e governo. O prefeito Hildon Chaves ignora a implantação do Protocolo Médico de Recife e de Belém porque se submete à cartilha do Partido Comunista Chinês/Dória.
    Ao que verificamos, pouco importa o aumento de cadáveres, desde que os interesses financeiros do grupo a que pertencem sejam garantidos.
    O Protocolo Médico de Recife e de Belém funcionam nas primeiras fase de combate ao avanço dessa infecção chinesa. Trata do uso combinado para a profilaxia do vírus de Wuhan, nas fases iniciais (1 e 2), do composto dos medicamentos: *HIDROXICLOROQUINA ou CLOROQUINA+AZITROMICINA+ZINCO+IVERMECTINA*.
    Mas, aqui em Porto Velho, ao invés da aplicação do Protocolo Médico, testado e aprovado pela classe médica desses e de outros Estados brasileiros, que promovem o tratamento e combate adequado ao avanço dessa praga chinesa, ficam brincando de confinamento. Até agora, o Portal da Transparência de Porto Velho nada diz a respeito da cifra milionária e dos investimentos realizados pela municipalidade no combate ao vírus de Wuhan.
    Caso queira reeleição, o atual prefeito terá que se aliar aos interesses e direitos do povo de Porto Velho, senão, deve esquecer quaisquer pretenções de busca a um pretenso novo mandato.
    É ISSO!!!

    Responder

Deixe um comentário