Close

Em Rondônia, 5 empresas juntas devem em impostos, mais de 4,5 bi; tem até sogro de deputado

Dinheiro / Real - 25-05-2017 - O Real é a moeda corrente oficial da República Federativa do Brasil. A cédula de um real deixou de ser produzida, entretanto continua em circulação alguns exemplares. As demais cédulas de real continuaram sendo produzidas normalmente pela Casa da Moeda. Entre elas, as notas de: 2,5,10,20,50 e 100. Na foto, detalhes de uma nota de 100 reais.

Em tempos de debates sobre a crise da saúde, coronavírus e falta de recursos para atender o básico da saúde pública, cinco empresas em Rondônia devem juntas, R$ 4.562.695.992,76 em impostos ao governo federal e estão inscritas na dívida ativa.

Elas constam na lista de devedores da União. Entre os três maiores devedores está a Caerd, que deve R$ 1.052.272.755,44. A segunda maior inadimplente é a Gidan Indústria e Comércio de Alimentos e Produtos de Limpeza, com uma dívida de R$ 1.542.815.110,08.

A maior devedora é a J.C. Indústria e Comércio de Produtos de Limpeza com um débito de R$ 1.543.087.229,93.

Veja abaixo os 5 maiores devedores de Rondônia:

A relação também mostra outros inadimplentes conhecidos. Um dos maiores sonegadores é o ex-deputado estadual e ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Natanael José da Silva, que tem débitos como pessoa física e jurídica. A distribuidora de bebidas São Miguel Arcanjo (Dismar) que tinha Natanael como sócio, deve R$  136.867.730,65. E o próprio Natanael deve R$ 71.455.983,43.

Outro nome conhecido que consta na relação é o sogro do deputado federal Expedito Netto, Reinaldo Selhorst, com uma dívida de R$ 192.955.326,72.

Também consta na relação de devedores, José Joaquim dos Santos, o “Zezinho do Maria Fumaça“, com um débito de R$ 6.061.393,33, o ex-deputado estadual Jidalias dos Anjos Pinto, o “Tiziu Jidalias“, R$ 3.105.325,13.

Se essa turma pagasse os impostos devidos, que juntos representam quase o orçamento anual do Estado de Rondônia, daria para resolver a crise provocada pelo coronavírus.

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
37
Share
scroll to top