fbpx

Enquanto diretor do DER ‘fiscaliza obras’, moradores da C30 em Porto Velho pedem socorro

Envie para seus amigos

No último domingo mostramos que o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens de Rondônia, Elias Rezende, que não é engenheiro, tem viajado pelo Estado ‘fiscalizando obras’, sempre acompanhado de sua assessora  Karina Provate Gonçalves, Chefe de Equipe Administrativa, ambos embolsando diárias até aos domingos.

Nesta quarta-feira, recebemos dos moradores da Linha C30, em Porto Velho, imagens das condições em que se encontra a estrada, cuja manutenção ficou à cargo do DER através de um termo de cooperação feito entre a prefeitura da capital e o governo do Estado.

Na região vivem cerca de 20 famílias, que estão ilhadas devido as péssimas condições da estrada, que fica situada no KM 50 da BR 319, sentido Humaitá (AM).

De acordo com os moradores, desde 2016 que não é feita manutenção no trecho, mas pelo termo de acordo, cujo prazo expirou em junho deste ano, o DER deveria ter trabalhado no local. O que não aconteceu. Veja um vídeo com imagens da estrada.

Em seis viagens registradas de Karina no sistema de Frotas do Estado, a primeira em 23 de junho e a última em 19 de agosto, ela recebeu um total de R$ 6.225. No mesmo período Elias Rezende embolsou R$ 10.325 apenas em diárias. Apenas com os valores das diárias de ambos, daria para ter resolvido o problema de manutenção da Linha C30. Mas isso, a Globo não mostra.

Deixe um comentário