Close

Estado vai bancar tradutor para recurso judicial que envolve Donadons

Melki Donadon, em 2002 que administrava Vilhena (cidade na região sul de Rondônia), doou ilegalmente um imóvel de propriedade do município “à empresa Centro Sul Comunicações Ltda”, pertencente a sua esposa, Rosani Donadon, que ocupava o cargo de Secretária Municipal de Bem Estar Social.

Melki foi sucedido na prefeitura por seu sobrinho, Marlon Donadon, que mesmo tendo conhecimento da ilegalidade da doação, não reverteu o bem à municipalidade; pelo contrário, aumentou o prazo para que a empresa cumprisse o encargos dispostos na minuta da escritura pública de doaçoes”.

A maracutaia gerou a Ação Civil Pública nº  14.2006.005532-9, que condenou todos os envolvidos. Eles recorreram da decisão e no último dia 9, o desembargador Renato Martins Mimessi, relator do recurso, determinou “o sequestro nas contas do Estado, no valor de R$ 1.103,33 (um mil, cento e três reais e trinta e três centavos) para o pagamento do tradutor”, já que Marlon atualmente está residindo na Bolívia, onde é acadêmico de Medicina. Isso mesmo, ele tem dinheiro para pagar a faculdade, para viver em outro país mas quem vai pagar os R$ 1.103,33 é você, rondoniense pagador de impostos.

Quem deu o ‘bizu’ e fez a montagem da foto foi o Rondônia Dinâmica

+Destaques

LEIA+
Com 'libera geral' do governo, Rondônia caminha para ser uma 'nova Manaus'

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
40
Share
scroll to top