Envie para seus amigos

Seguindo as diretrizes do governo federal, o governo de Rondônia determinou, através do Memorando Circular 04/2020/SEDUC, o recolhimento de uma série de livros paradidáticos, que segundo a portaria “com conteúdo inadequado às crianças e adolescentes”. O documento, que é assinado pelo secretario Suamy Vivecanda Lacerda de Abreu, determina o recolhimento de obras como Macunaíma, de Mário de Andrade, vários títulos de Rubem Fonseca, Machado de Assis, Euclides da Cunha e até de Franz Kafka. No rodapé ainda consta a observação: “todos os livros de Rubem Alves devem ser recolhidos. Veja a lista das obras abaixo:

E abaixo a circular:

Após a divulgação do memorando, o governo colocou o documento em “modo restrito“, por isso não aparece mais quando é tentada a verificação de autenticidade do QR Code. Servidores do Estado que não concordam com as políticas que vem sendo aplicadas, printaram a tela do sistema:

E um vídeo comprova que o documento realmente existe e está em modo sigiloso:

blogpainel

blogpainel

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise