Close

Eyder Brasil abre mão da liderança na Assembleia e Marcos Rocha fica órfão

O deputado Eyder Brasil (PSL) renunciou a liderança governo na Assembleia Legislativa alegando motivos estritamente pessoais”. O pedido foi encaminhado na última terça-feira, por ofício. Com a saída de Eyder, o governo de Marcos Rocha fica órfão no legislativo, já que o vice-líder, deputado Jair Montes (Avante) assume em 2021 cargo na Mesa Diretora e não poderá seguir na função. Em contato com o BLOG nesta quarta-feira, Montes afirmou que “não foi procurado pelo governador ou pelo Chefe da Casa Civil, e que sua função é ser vice-líder até fevereiro de 2021”.

Eyder Brasil é candidato à prefeito em Porto Velho e esperava contar com o apoio de Marcos Rocha em sua empreita. O governador, porém, preferiu apoiar abertamente a candidatura de Breno Mendes (Avante), que tem um vice indicado pelo Patriotas, legenda comandada por sua esposa, Luana Nunes Rocha.

Na Assembleia, os deputados estão perdidos na relação com o governo, que está estagnado. Desde que assumiu em 2019, Marcos Rocha não conseguiu avançar um palmo sequer em nenhuma área. Além disso, vários parlamentares estão disputando prefeituras e os disponíveis não tem perfil para a função de liderança. O próprio Eyder não conseguiu sincronizar uma agenda entre o Legislativo e Executivo.

LEIA+
PSL consegue liminar para tirar propaganda de Vinicius Miguel das rádios

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
4
Share
scroll to top