Close

Homens que assassinaram cigano com mais de 20 tiros em RO, são condenados

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Cerejeiras, obteve no Tribunal do Júri a condenação de três integrantes de uma quadrilha responsável pela morte do cigano Luciano Ribeiro Dantas. Cada um deles foi condenado a mais de 20 anos de prisão, em regime fechado. O Júri ocorreu na última quarta-feira (6/10).

Atuando no julgamento, representando o Ministério Público, a Promotora de Justiça Analice da Silva, pediu a condenação dos réus pela gravidade dos fatos, ressaltando a violência do crime que dificultou a defesa da vítima.

Segundo se apurou, o cigano Luciano Ribeiro Dantas, de 43 anos, foi alvejado com cerca de 20 tiros por volta das 13h do dia, 29 de setembro de 2018, dentro de um supermercado local.

Na ocasião, dois dos quatro integrantes da quadrilha entraram no comércio e após fazerem o reconhecimento da vítima e sem conceder qualquer chance de defesa, proferiram diversos disparos de arma de fogo, atingindo a região da cabeça, tronco e membros.

Rastro de mortes

Luciano Dantas foi morto em Cerejeiras

Luciano Ribeiro Dantas fazia parte de uma comunidade cigana no Estado da Bahia, ele teria sequestrado Iranildo Gama Queiroz, filho de um cigano de posses. Porém, teria exigido cerca de R$ 5 milhões para libertar o rapaz. O pai do sequestrado teria pagado a quantia de R$ 500 mil, mas Luciano com raiva por não ter recebido a quantia pedida, matou, esquartejou e mandou a cabeça do rapaz para o pai. Com isso, o pai da vítima teria declarado guerra a Luciano e teria contratado a quadrilha por R$ 200 mil para procurá-lo e matá-lo.

LEIA+
É gravíssimo estado de saúde de ex-Procurador Geral Héverton Aguiar

Com medo, Luciano mudou da Bahia para Palmas no Tocantins. Mas foi encontrado pelos pistoleiros contratados para mata-lo, Porém, na embosca Luciano conseguiu escapar, mas seu filho, João Vitor Cerqueira foi baleado e morreu a caminho do hospital.

Após esse ataque, Luciano se mudou para a cidade de Cerejeiras, onde novamente foi descoberto e desta vez não conseguiu escapar, sendo assassinado dentro do mercado onde fazia compras. Porém, não era apenas Luciano o alvo da quadrilha, mais uma pessoa estava marcada para morrer, seria Pascoal Ribeiro Dantas, mas foram detidos antes de cometerem o segundo assassinato.

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
8
Share
scroll to top