Close

Léo Moraes briga para derrubar aumento para R$ 135 mil dado por Lira a deputados para gastos médicos

Que parte da Câmara dos Deputados vive em um mundo paralelo à realidade da maioria dos brasileiros não é novidade alguma. Tanto que o presidente Arthur Lira, em um ato de generosidade com seus pares, aumentou de R$ 50 mil para R$ 135 mil o reembolso para parlamentares com gastos médicos.

Lira alegou, veja só, que o valor de R$ 50 mil encontrava-se defasado: “Nos últimos anos, a chamada ‘inflação médica’ tem superado o índice oficial de inflação: Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)”, lê-se na justificativa assinada por Arthur Lira. Em outro trecho, Lira justifica a adoção de um índice conhecido como “Variação de Custos Médico-Hospitalares”, ou VCMH, que normalmente apresenta valores superiores ao próprio IPCA.

Esta semana, o país registrou que em meio à pandemia do coronavírus, o número de cidadãos que vivem abaixo da linha da pobreza triplicou, e atinge cerca de 27 milhões de pessoas, 12,8% da população brasileira.

Mas, pelo menos uma voz de bom senso se levantou contra o ato de Lira. O deputado federal Léo Moraes (Podemos-RO) apresentou requerimento para que a Mesa suspenda esse reajuste.

Para Léo, o aumento não é o melhor exemplo durante a pandemia de covid-19.

“Não achamos razoável, que com as milhares de mortes de brasileiros inclusive por não conseguir atendimento médico hospitalar na rede pública, o Poder Legislativo, em vez de cumprir o seu papel de dar o exemplo, acabe por aumentar despesas”, escreveu o deputado em seu requerimento.

O Brasil precisa de mais congressistas como Léo Moraes e menos, bem menos, que os da laia de Arthur Lira.

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

1 Comment

  1. Mesmo que seja suspendido esse reajuste, fica a simpatia dos puxa-sacos , pre-dispostos à olhar com carinho as propostas do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comment
Total
1
Share
scroll to top