fbpx

Loja da Havan é interditada no Estado em que governador é bolsonarista ferrenho

Havan vinha vendendo cestas básicas na loja de Porto Velho para burlar a fiscalização; Rondônia é governada por Marcos Rocha, que se diz ‘amigo de Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro deve começar a rever suas amizades. A loja de seu principal apoiador (inclusive financeiro), Luciano Hang, foi interditada na manhã desta segunda-feira em Porto Velho, capital de Rondônia, por estar tentando burlar a fiscalização, vendendo cestas básicas para se enquadrar na categoria de ‘serviços essenciais’.

A Havan na capital foi interditada por uma força tarefa envolvendo vários órgãos governamentais e municipais, como a PM, Bombeiros, Vigilância Sanitária, setor de Postura e a Agevisa.

O diretor de Posturas do município, Christian Lima, disse a um site que “o último decreto do Governo é claro na proibição para abertura de empresas com fins comerciais. O alvará de funcionamento detalha especificamente que essa empresa não vende produtos de primeira necessidade”. Ele explicou ainda que “se em algum momento a Prefeitura permitiu o funcionamento nessas condições, isso está sendo revisto . Todos sabemos que a Havan não faz venda de produtos de primeira necessidade”.

Deixe um comentário

Total
1
Share