Envie para seus amigos

Perigo no horário

Os professores da escola municipal Antônio Ferreira de Almeida, localizada no bairro São Cristovão, em Porto Velho, estão reclamando da implantação do ponto eletrônico, instalado pela prefeitura. Principalmente os que lecionam no período noturno. Um professor explicou que seu contrato é de 25 horas semanal, “se eu assino o ponto às 18, vou sair às 23, só que as aulas encerram às 22. Então tenho que ficar na escola até às 23 e vou ficar exposto à violência, já que a cidade está um perigo”, explicou, e emendou, “que tem contrato de 30 horas, entra às 18 e sai meia-noite”.

Segundo protesto

Em Ji-Paraná a população bloqueou a ponte sobre o Rio Machado por alguns minutos na noite de segunda-feira exigindo a redução do ICMS dos combustíveis no Estado. Outras manifestações estão sendo organizadas Estado afora. E o governo ainda não se manifestou. Na verdade, a última vez que o governador postou algo foi um vídeo, em 24 de fevereiro.

Primeiro o meu

As esposas dos policiais e bombeiros militares de Rondônia agendaram para sexta-feira, 6, uma assembleia para exigir do governo o realinhamento da categoria, independente do realinhamento de outras categorias. Na fila estão a Polícia Civil e servidores da Saúde. A demora do governo em resolver esse impasse incomoda os deputados estaduais, que estão sendo cobrados diariamente.

Rede nacional

O deputado federal Léo Moraes foi entrevistado na última segunda-feira pelo programa “Pingo nos Is” da JovemPan. Os entrevistadores tentaram de todas as formas colocar o deputado em uma saia justa com o Congresso e com os líderes, em relação à discussão sobre o orçamento impositivo. Léo conseguiu se sair bem no debate, e pontuou, com firmeza os prós e contras sobre o tema. A entrevista pode ser assistida no vídeo abaixo, a partir de 1.17.15.

CLIQUE AQUI para ver nosso arquivo de colunas anteriores, e AQUI para ver as mais antigas ainda – Contatos com a coluna pelo Whatsapp – 69-99248-8911 ou [email protected]

blogpainel

blogpainel

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *