fbpx

O que Flávio Bolsonaro tanto faz em Rondônia?

Porto Velho não integra o circuito turístico, tampouco é uma ‘terra exótica’. Apesar do governador do Estado de Rondônia ficar na capital Porto Velho, ser bolsonarista ferrenho, ele é evangélico e não frequenta bares nem casas de show.

Mas, o senador Flávio Bolsonaro tampouco tem interesse na companhia de Marcos Rocha. Porém, pela terceira vez, sem agenda oficial ou algum interesse visível, o senador que responde no inquérito das rachadinhas junto com seu ex-assessor Fabrício Queiroz, visita a capital em um curto espaço de tempo.

Flávio, nesta última visita, chegou em Porto Velho na última quarta-feira, e foi visto (e fotografado) em bares, numa casa de eventos e fez até propaganda para uma construtora, em vídeo que circula nas redes sociais.

Flávio também não anda acompanhado do senador bolsonarista Marcos Rogério, igualmente evangélico como o governador, e que não se entrega aos prazeres mundanos.

As visitas frequentes do senador, filho do presidente, vem chamando a atenção na capital de Rondônia. Rondônia tem garimpos de diamantes da Reserva Roosevelt e ouro. Recentemente o governador legalizou a garimpagem no Rio Madeira, onde garimpeiros agiam na clandestinidade. Inclusive israelenses.

Quem está preso, em Porto Velho, no presídio federal, é o ex-PM, Élcio de Queiroz, acusado de dirigir o carro usado no assassinato da vereadora carioca Marielle Franco. Seu parceiro de crime, Ronie Lessa, foi transferido para o presídio federal de Mato Grosso do Sul ano passado, na tentativa de evitar que eles combinem versões para o Tribunal do Júri, ainda sem data definida.

Neste sábado, na companhia do vice-prefeito de Porto Velho, Maurício Carvalho, o senador provocou os manifestantes que estavam em carreata contra o presidente.

Veja o vídeo:

Deixe um comentário

Total
0
Share