Close

Operação Factio mira fraude na compra de merenda escolar em Porto Velho

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) iniciaram nesta sexta-feira (16) uma operação que investiga fraude na compra de merenda escolar em Porto Velho. A ação policial é chamada de “Factio”. 

Segundo a PF, são cumpridos 13 mandados de busca e apreensão em 13 endereços de empresários da capital de Rondônia, mas os nomes dos investigados não foram divulgados. 

O que se sabe até agora:

  • Empresários do ramo de alimento, com sede na capital, são suspeitos de fraudar o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) ;
  • A denúncia de fraude na compra de alimentos aos alunos foi repassada à CGU em 2018;
  • Após análise de dados, a CGU confirmou que havia desvios na aquisição de merenda escolar e encaminhou o caso para que a PF investigasse;
  • Além de fraude à licitação, o grupo de empresários cometia crime também de falsidade ideológica, corrupção ativa, corrupção passiva e associação/organização criminosa.
  • A merenda escolar fraudada pelos investigados era fornecida ao município e estado de Rondônia.

Ao todo, 53 policiais federais foram às ruas de Porto Velho para cumprir mandados de busca e apreensão na operação Factio, além de quatro servidores da CGU. 

Os agentes buscam colher provas documentais que apontem a responsabilidade criminosa a cada um dos investigados.

A PF afirma que o grupo causou prejuízo ao Programa Nacional de Alimentação Escolar, mas os valores dos danos aos cofres públicos serão levantados no ‘curso da investigação’.

Via G1

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
0
Share
scroll to top