Envie para seus amigos

A vereadora de Porto Velho Elis Regina (PCdoB) recebeu voz de prisão no último domingo na sede campestre do Sindeprof, entidade a qual ela preside, por não permitir a entrada de um policial militar, de folga, acompanhado da esposa, que queria entrar armado no local.

O Observador conta que o PM foi barrado pelos seguranças, que atendiam uma determinação da direção do sindicato. Insatisfeito, o policial pediu que chamassem a presidente. Elis Regina foi ao local e explicou que tratava-se de uma norma do clube, e que não poderia liberar o acesso.

O PM então deu voz de prisão à vereadora e foram todos para a Central de Polícia, onde foram ouvidos pelo delegado de plantão. O resultado é que o PM não entrou armado e a folia, com perdão da rima, foi na delegacia.

blogpainel

blogpainel

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise