Close

Prefeitura mandou imprimir 3 mil camisetas e ampliou câmara fria; quem vai pagar a conta?

A Comissão Especial de Acompanhamento das ações de enfrentamento à pandemia e a Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Porto Velho, presidida pelo vereador Everaldo Fogaça, no último dia 14, esteve visitando a camara fria onde seriam armazenadas as 400 mil doses da vacina, que estavam sendo vendidas por trambiqueiros instalados em um escritório de coworking.

Além de Fogaça, estavam o  vereador Júnior Queiroz (PR), Macário Barros (PODEMOS) e Ellis Regina (PODEMOS) e a vereadora Márcia Socorrista (PP). Eles foram verificar as obras de ampliação do espaço, que sabe-se lá quanto custou aos cofres municipais.

Vereadores foram levados no bico

Os vereadores, assim como grande parte da população, torciam para que a compra fosse legítima, e que, de fato, a prefeitura estivesse adquirindo as 400 mil doses do imunizante AstraZeneca.

Porém, o prefeito e sua equipe não se prestaram sequer a checar as informações sobre a empresa. Diz a polícia:

Os agentes verificaram que a Ecosafe, além de ser recém-criada, utilizava como endereço um escritório de coworking — de espaços compartilhados — e ocultava os dados de registro de seu site“.

E para faturar politicamente sobre o fato, sonhando com a possibilidade de vir a ser governador ou senador, Hildon Chaves (ou alguém de sua equipe), mandou imprimir 3 mil camisetas, essas aí abaixo:

Abaixo, o vídeo das camisetas sendo impressas, ou seja, já estão prontas, e devem ir para o lixo. Uma sugestão, poderiam doar para alguma entidade, ao invés de jogar fora. A vergonha já aconteceu:

LEIA+
Governo de RO também foi procurado, mas descobriu que 'investidores' eram golpistas e chegou a alertar prefeitura

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
30
Share
scroll to top