Envie para seus amigos

Denunciado por suposto recebimento de propina na Operação Lava-Jato, o ex-senador Valdir Raupp pode começar a ter problemas a partir de março. Como perdeu a eleição, Raupp também perdeu o foro privilegiado e seu processo, que tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF) foi encaminhado pelo ministro Edson Fachin em maio de 2019 para o Paraná.

Em 17 de dezembro foi confirmada a chegada do material a Curitiba, e como tinha pela frente festas de fim de ano e carnaval, o ex-senador ganhou um fôlego, que deve acabar agora em março.

De acordo com a denúncia, para assinar contratos com a Transpetro, a NM Engenharia e a Odebrecht Ambiental pagaram propina aos então senadores do MDB Valdir Raupp e Romero Jucá, entre 2008 e 2012, disfarçada de doação eleitoral oficial, de acordo com o relato dos que assinaram a conta e abriram o episódio em acordos de colaboração premiada.

blogpainel

blogpainel

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise