fbpx

Rondônia e Minas Gerais são os estados que mais mandam ilegais para os EUA

Telegramas da embaixada brasileira divulgados através da Lei de Acesso à Informação revelam que os estados de Rondônia e Minas Gerais são os maiores emissários de imigrantes ilegais para os Estados Unidos.

O documento, assinado pelo embaixador Maurício Carvalho Lyrio, que relatou o período de 2018-2020, revela que em visita ao México, o então presidente Michel Temer tomou conhecimento de uma série de episódios envolvendo brasileiros que tentavam chegar aos EUA ilegalmente, muitos viajavam à Cancun como se fossem de férias, e de lá contratavam coiotes para leva-los a território americano.

O documento mostra ainda que há mais de uma década que nenhum imigrante ilegal é de origem mexicana, todos são de países da América Central e Brasil.

A migração líquida de mexicanos para os EUA é zero já há uma década, mas tem havido crescimento do número de nacionais de terceiros países, especialmente da América Central, que buscam cruzar o território mexicano em demanda dos EUA, inclusive com o surgimento de novas modalidades como as “caravanas”, em quadro de extrema vulnerabilidade a grupos criminosos e de traficantes de pessoas“. Destaca o relatório.

O embaixador acrescenta:

Nos últimos dois anos, registrou-se aumento significativo no número de brasileiros que tentaram migrar para os Estados Unidos a partir do México. Dados das autoridades estadunidenses mostram que os migrantes de origem brasileira teriam aumentado de 1800 (em 2018) para 19 mil (em 2019), movimento cerca de dez vezes maior. Esse fenômeno, segundo especialistas, teria ocorrido por uma percepção (nas regiões emissárias de migrantes, como Minas Gerais e Rondônia) de que o acesso aos EUA pela fronteira norte do México se fecharia com a construção de um muro pelos Estados Unidos (como defendido pelo Presidente Trump)“.

Deixe um comentário

Total
3
Share