Close

Saiba quem foram os deputados federais que serão responsáveis pelo aumento na sua conta de energia

A Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira a privatização da Eletrobrás, em um contrato que sequer foi discutido com a sociedade.

A Medida Provisória 1031/21 viabiliza a desestatização da Eletrobras, estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia.

Apesar do discurso de que a máquina pública vai desinchar, que ela vai ser ‘inovadora’ para trabalhadores e meio ambiente, na verdade se trata de um tremendo golpe aplicado nos brasileiros. Talvez sejamos um dos únicos países do mundo que privatizou o setor elétrico, uma área estratégica que deve ser protegida.

A maracutaia legislativa vai pesar no bolso dos brasileiros, ainda mais. O que aconteceu em Roraima, poderá ocorrer em todo o país, apagões, incompetência e ingerência e ninguém para responsabilizar. Empresa não tem cara, ainda mais essas gigantes. Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, são exemplos de tragédias provocadas por grandes empresas. Ninguém foi responsabilizado.

Mas, por 313 votos a 166, a Câmara dos Deputados decidiu que isso é bom negócio para o povo. Entre os 313 votos, 4 foram de deputados rondonienses, um dos estados onde a população mais sofre com altos preços da energia elétrica, sem nenhuma explicação plausível por parte da concessionária.

Veja o placar de votação:

LEIA+
Prefeitos da 'Reciclagem' vão continuar presos, decide desembargador

Jornalista, consultor em comunicação e gestão de crise

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments
Total
1
Share
scroll to top