fbpx

Secretários municipais cobram cestas básicas do governo de Rondônia

Envie para seus amigos

Secretária de Urupá quer saber ainda por qual motivo a secretária de Estado não disponibiliza contato nem integra grupo de Whatsapp

As secretarias municipais de Assistência Social dos 52 municípios de Rondônia estão cobrando urgência da Secretaria de Ação Social do governo (SEAS) na entrega de cestas básicas e kits de higiene, que já deveriam ter sido entregues.

De acordo com queixas recorrentes dos secretários, a SEAS vem ignorando os apelos e a pressão aumenta por parte de famílias que esperam essas cestas com urgência.

Cesta básicas – quem tem fome, tem pressa

Em um grupo de Whatsapp formado pelos secretários municipais, Célia Maria dos Santos, que responde pela ação social de Urupá, cobrou a participação da secretária de Estado, Luana Nunes de Oliveira Santos no grupo, “durante esses três anos que estou na pasta, todos os secretários que passaram pelo cargo, a gente tinha contato, a gente conversava com o secretário, a qualquer momento que a gente passava uma mensagem respondia a gente, e porque que a Luana não pode estar no grupo para nos atender também e nos dar satisfação quando a gente precisa?”.

Em outro áudio, a secretária afirma que é primeira dama em seu município, e passa o dia todo atendendo pessoas, e não entende porque a secretária da SEAS não faz o mesmo.

Célia Santos afirma que até Confúcio Moura, “que é um senador”, retorna suas chamadas “e ele nem tem meu número”, diz ela. “Estou indignada”.

A SEAS já deveria ter repassado as cestas básicas e kits de higiene para as secretarias municipais. Toda a estrutura está pronta, só falta o estado fazer a entrega, e os secretários municipais não entendem qual a dificuldade da execução das entregas.

O governo ainda não se manifestou sobre o assunto.

Deixe um comentário