Secretário de Saúde de Rondônia desenvolve hepatite por uso de cloroquina e Ivermectina para tratar Covid-19

O secretário de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo segue em tratamento contra Covid-19 e agora tem mais uma complicação. Por conta do uso de hidroxicloroquina e ivermectina, o secretário desenvolveu uma hepatite medicamentosa, que é um dos efeitos colaterais desses medicamentos, que vem sendo recomendado para tratamento do Covid-19 sem nenhuma comprovação científica, e é … Ler mais

Secretário de Saúde de RO testa positivo para coronavírus e pode ter infectado o governador

Ofegante e visivelmente abatido, o secretário de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo postou um vídeo nesta terça-feira feira em suas redes sociais informando que testou positivo para o novo coronavírus e que está am casa, em home office onde se recupera da doença. O secretário disse já estar tomando medicamentos para tratar o coronavírus e, … Ler mais

PF está investigando compra de kits para Covid-19 pela Sesau; no CE, empresa vendeu superfaturado alegando “pronta entrega”

Mas empresa não cumpriu prazos e contrato foi cancelado; empresa usou o mesmo artifício em Rondônia, na venda de kits sem registro na Anvisa O governo de Marcos Rocha comprou, e pagou parte adiantado, 100 mil kits de testes rápidos, sem eficácia comprovada e sem registro na Anvisa da empresa paulista BuyerBR em 7 de … Ler mais

Secretário acusa profissionais de saúde em RO de não usarem EPIs e os responsabiliza por contaminação

Servidores do Hospital de Base estão sendo infectados pelo coronavírus e Fernando Máximo os acusa de negligência O secretário de Saúde de Rondônia, Fernando Máximo declarou ao portal G1 que tem conhecimento de que há profissionais que não usam os EPIs. “Vários colegas, especialmente da área da enfermagem, mandam mensagem falando que o colega do … Ler mais

Ao invés de usar o antigo prédio da ALE, governo de RO paga R$ 12 milhões em ‘puxadinho’ que sequer tem estacionamento

Maternidade Regina Pacis inaugurada em 1987 foi sendo ampliada aos poucos e não estaciona nem ambulância O governo de Rondônia fez um negócio de pai para filho. Comprou um prédio com 33 anos de idade e pagou R$ 12 milhões e ainda vai gastar pelo menos mais R$ 2 milhões para deixa-lo operacional. + de … Ler mais

Por ter agido rápido, Rondônia virou referência no combate a proliferação do coronavírus

A pandemia do coronavírus se alastrou pelo Brasil, mas Rondônia, um estado que recebe pessoas de todo o país, o tempo todo, tem um dos menores índices da doença, e isso foi graças a ação rápida do secretário de Saúde Fernando Máximo, que adotou medidas de isolamento antes mesmo do avanço da doença no país. … Ler mais